Planejamento empresarial: 6 dicas para começar o ano com o negócio organizado

Contar com um bom planejamento empresarial é, sem dúvidas, a melhor maneira de evitar surpresas e estar preparado para qualquer situação que possa aparecer no dia a dia. Para estruturá-lo, é essencial refletir sobre a gestão do seu negócio e avaliar o que precisa ser mudado ou mantido, principalmente neste período, em que os planos para o próximo ano devem estar na ponta do lápis. E mesmo que na sua empresa os projetos para 2019 estejam organizados, nunca é demais fazer uma boa revisão e conferir se nada ficou de fora, não é verdade?

O passo a passo do planejamento empresarial

Para ajudá-lo neste desafio, elencamos 6 dicas essenciais para um bom planejamento empresarial. A partir delas, ficará mais fácil projetar o futuro do seu empreendimento para conquistar excelentes resultados e aproveitar as oportunidades do novo ano que já está batendo à nossa porta. Vamos lá?

1. Faça uma retrospectiva

O primeiro passo envolve o trabalho de olhar para trás e revisar todos os acontecimentos mais significativos do ano que passou. Aqui, é importante conduzir uma boa análise do período e destacar os pontos fortes e fracos. Isso é essencial para determinar o que deverá ser prioridade no ano seguinte, avaliando, por exemplo, o que pode ser feito de maneira diferente para corrigir ou aperfeiçoar algum processo.

Vale questionar se os objetivos que foram traçados no ano anterior foram atingidos, se os resultados foram satisfatórios e se o desempenho das equipes foi bom. E aqui, é importante que essa autoanálise não se limite a voltar os olhos apenas aos processos internos do negócio. Rever como se deram as relações com os clientes, os fornecedores e o mercado também é indispensável. Lembre-se: o importante é fazer perguntas sensatas e responder com total honestidade, sem buscar desculpas para justificar eventuais erros — até porque ninguém quer cometê-los novamente, certo?

2. Atenção com o orçamento

A segunda etapa é tão importante quanto a primeira. Isso porque é quando chega a hora de estudar as finanças do negócio e definir o orçamento. Afinal, não se pode planejar um ano inteiro sem ter em vista como serão tratadas as despesas e os investimentos. Ter esses dados em mãos é importante porque junto com o conhecimento do que dá lucro e do que representa prejuízo, eles vão ajudar a nortear até que ponto sua empresa pode avançar no planejamento sem ter problemas com o fluxo de caixa.

Com essas informações e a sua experiência, pode ser dado um passo adiante em relação aos gastos para o próximo ano. Lembre-se que as prioridades devem ser estabelecidas com base em um orçamento que seja o mais minucioso possível, incluindo previsão de receitas, despesas e a necessidade de capital de giro. Nesse aspecto, as expectativas de crescimento determinarão metas de expansão. Caso contrário, o foco deverá ser tirar a empresa do vermelho.

E por falar em orçamento, elaboramos um e-book completo sobre o tema. No Guia do Planejamento Orçamentário, mostramos como essa ferramenta pode ser decisiva para o futuro do seu negócio e quais os passos mais importantes na hora de elaborar o seu próprio planejamento. Para acessá-lo, é só clicar na imagem abaixo e fazer o download gratuitamente!

Planejamento orçamentário

3. Identifique as limitações e os pontos fortes

Agora que você já olhou para trás e conseguiu um bom panorama das suas ações até aqui, é hora da terceira etapa, que consiste na identificação das limitações e dos pontos fortes da empresa durante aquele período. Nas limitações, cabe tudo aquilo que, de alguma forma, foi entendido pela equipe com um projeto malsucedido. Isso inclui as negociações com potenciais clientes que não deram resultado, os clientes que deixaram a sua empresa, gargalos de produção ou qualquer tentativa infrutífera de conquistar certificações de qualidade, por exemplo.

Não esqueça que, ao buscar sinceramente reconhecer os pontos a melhorar e os pontos fortes, é possível saber se o negócio é, de fato, competitivo. E é por isso que revisar os casos de sucesso também é importante. Afinal, eles podem servir como modelo de ação para, neste novo ano, reverter o quadro de falhas e otimizar cada vez mais seus resultados.

Nesse contexto, uma ferramenta que pode ajudar bastante é a análise SWOT, sigla em inglês para forças (strengths), fraquezas (weakness), oportunidades (opportunities) e ameaças (threats). Muito utilizada no planejamento estratégico das empresas ou de novos projetos, ela consiste na realização de um diagnóstico completo sobre o negócio e o ambiente que o cerca.

Na prática, primeiro é feita uma análise dos fatores internos que fazem parte do negócio. De lá, são tiradas as principais forças e fraquezas da empresa. Depois, uma análise dos fatores externos vai destacar as oportunidades e ameaças que existem. Com base nestes dados, elabora-se a matriz SWOT, que deve priorizar os elementos mais relevantes para, então, destacar os fatores positivos e negativos do empreendimento.

4. Fique de olho nos concorrentes

Há quem pense que, quando se fala em concorrência no mundo dos negócios, tudo se resume à acompanhar os movimentos “do outro lado da rua” e ficar de olho no que os vizinhos estão fazendo. Porém, medir-se pela concorrência é uma forma de extrair do mercado valiosos ensinamentos sobre o que pode dar certo e que pode fracassar. Isso tem muito a ver, inclusive, com a análise SWOT que citamos há pouco. Observando o que o concorrente faz de diferente, sua empresa terá referências para definir novos rumos.

É um processo que, no meio corporativo, é conhecido como benchmarking, tática fundamental para o sucesso nos negócios. Não se trata de copiar — longe disso, aliás —, mas de compreender o que dá certo, fazendo adaptações para a sua realidade. Pense bem: se você já fez uma retrospectiva da sua trajetória até aqui, cruzar essas informações com o que se sabe das ações dos concorrentes não vai fazer mal nenhum.

5. Defina as metas

Com base nesta lista, você deve estar pronto para a próxima etapa: traçar as metas para o próximo ano. Contudo, essa costuma ser uma das etapas mais delicadas de todo o planejamento empresarial, pois é fundamental que o empreendedor, junto dos seus gestores, desenvolva metas realistas. É claro que sonhar nunca fez mal para ninguém, mas quando estamos falando daquelas que vão guiar toda uma empresa, é preciso manter os pés no chão.

Então, nesse caso, a melhor alternativa é não planejar nada que a equipe saiba que não poderá ser cumprido, até mesmo para evitar que, diante de um possível resultado ruim, não haja uma espécie de decepção generalizada. Vale tentar aumentar a quantidade de clientes ativos, incrementar o faturamento em uma porcentagem específica, expandir a empresa e desenvolver um novo produto ou serviço, por exemplo. E essas metas também podem ser voltadas aos processos internos, como traçar o objetivo de manter as contas em dia e reduzir as despesas.

6. Adote um sistema ERP que ajude o seu negócio

Com essas dicas, com certeza fica muito mais fácil organizar de forma assertiva o planejamento e conquistar excelentes resultados no ano que vem. Mas é verdade que colocar tudo isso em prática pode se tornar um pouco mais complicado se tudo for feito manualmente. A boa notícia é que existem soluções de gestão que podem agilizar bastante a rotina das empresas.

É o caso do software ERP Radar Empresarial, oferecido pela YNOS, que integra de maneira inteligente todas as áreas da empresa, aumentando a produtividade, a segurança e o controle das informações. Isso porque o sistema contempla todas as rotinas de um negócio, como vendas, finanças, materiais, produção, custos, serviços, controladoria, RH, GED, BI e qualidade.

Sem esquecer que a solução é escalável, ou seja, capaz de acompanhar o crescimento da sua empresa em todas as etapas — e com funcionalidades específicas para segmentos diferentes, como indústria, varejo, atacado e contábil. Muito bom, não é mesmo?

Agora é com você! Analise todos os pontos que destacamos neste artigo e mãos à obra na elaboração do seu planejamento empresarial. E se quiser conhecer melhor nosso software, converse com a gente! Estamos à disposição para tirar suas dúvidas e explicar detalhadamente todos os benefícios do ERP Radar Empresarial para ajudar você e sua equipe a entrarem com tudo em 2019!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *