Saiba como implementar a gestão de custos na sua indústria

Saber o quanto sua indústria gasta e investe todos os meses nas mais variadas atividades, como já vimos aqui no blog, é essencial para a saúde financeira do negócio. São dados preciosos que facilitam a tomada de decisão dos gestores e, portanto, são estratégicos para a empresa. Agora, então, nós vamos dar destaque para a parte prática e mostrar como implementar a gestão de custos de forma eficiente no seu dia a dia.

Por meio da gestão de custos, é possível maximizar os lucros do negócio, pois o gestor consegue elaborar os preços com base em informações mais precisas. Dessa forma, a receita obtida cobre todos os gastos e ainda permite que a indústria trabalhe com uma margem de lucro satisfatória.

Continue lendo “Saiba como implementar a gestão de custos na sua indústria”

[E-book] Gestão de custos: um caminho para garantir bons resultados

Você sabe quanto sua empresa gasta e investe para fabricar, embalar, armazenar, vender e enviar seus produtos aos clientes? Se a resposta for não ou se você precisou pensar muito, é sinal de que seu controle, se ele existir, está deixando escapar informações valiosas e imprescindíveis para o seu negócio. Fazer a gestão de custos não é opcional, mas, sim, um dever que, inclusive, ganha contornos de atividade estratégica quando realizada corretamente e de maneira séria.

A falta de conhecimento sobre os custos envolvidos nos processos da empresa influencia diretamente na lucratividade, pois dificulta a correta precificação dos produtos. Afinal, um importante item da formação dos preços é valor total dos gastos. Se você não sabe o quanto gasta, como saberá o quanto cobrar dos clientes, não é mesmo?

Continue lendo “[E-book] Gestão de custos: um caminho para garantir bons resultados”

Prepare-se para a implementação da EFD-Reinf

A partir de 1º de maio de 2018, entra em vigor a utilização da Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf). Este é um dos módulos do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) e complementa o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial).

A implementação deste módulo será feita em fases, assim como o eSocial. Empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões passarão a enviar os eventos pela EFD-Reinf a partir de 1º de maio de 2018. Em 1º de novembro de 2018 é a vez das empresas com faturamento inferior a R$ 78 milhões. Por fim, órgãos públicos começam a utilizar o sistema no dia 1º de maio de 2019.

Continue lendo “Prepare-se para a implementação da EFD-Reinf”

Bloco K: fique atento aos prazos e às obrigações

Desde que começou a ser implementado, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) já provocou e ainda vai provocar diversas mudanças na administração das empresas. Para as indústrias, especificamente, uma das principais alterações vem sendo causada pela implementação do Bloco K, que faz parte do módulo EFD-ICMS/IPI e interfere diretamente na gestão do estoque e na produção desses empreendimentos.

O Bloco K realiza a escrituração eletrônica do Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque. Isso quer dizer, em termos práticos, que por ele são enviadas informações completas da produção, do estoque e os materiais utilizados na fabricação de todos os produtos. Além das indústrias, empresas atacadistas também devem utilizar esse sistema.

Continue lendo “Bloco K: fique atento aos prazos e às obrigações”

[E-book] Fique por dentro das principais obrigações do Sped

Gerar grandes volumes de documentos em papel vem, a cada dia, tendo o status de desperdício reforçado. Diante das tecnologias, da necessidade de promover processos mais ágeis e do apelo ecológico, passou a existir um esforço vindo de diversas frentes para que o digital ganhasse espaço nesse contexto. A partir daí, uma das iniciativas que surgiu foi o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), que foi criado com o objetivo de informatizar o envio das obrigações dos contribuintes ao Fisco.

Por meio de diferentes módulos, que atendem diferentes obrigações, o Sped permite que as empresas enviem as informações às administrações tributárias e aos órgãos fiscalizadores em formato eletrônico. A garantia de segurança é dada pelo uso da certificação digital, que possibilita a assinatura dos documentos e a validade jurídica dos dados transmitidos.

Continue lendo “[E-book] Fique por dentro das principais obrigações do Sped”

EFD-REINF | Prorrogação do prazo de início

Foi publicada em 5 de dezembro, no Portal do eSocial, a notícia sobre a prorrogação do prazo de início da EFD-REINF – Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Outras Informações Fiscais. O prazo de início para envio dos arquivos da EFD-REINF para cada grupo de contribuintes tem relação com a implementação progressiva do eSocial.

Novo cronograma EFD-REINF

Assim, conforme divulgado o prazo para entrega dos arquivos da EFD-REINF será:

– Empresas com faturamento (no ano de 2016) superior a 78 milhões passarão a enviar os arquivos da EFD-REINF a partir de 1º de maio de 2018;

– Empresas com faturamento (no ano de 2016) inferior a 78 milhões passarão a enviar os arquivos da EFD-REINF a partir de 1º de novembro de 2018;

– Órgãos públicos a partir de 1º de maio de 2019.

Especificamente sobre o prazo de início do Registro 2070 (IRRF e PCC) nada foi divulgado.

A alteração da Instrução Normativa RFB nº 1.701, de 2017, que instituiu a EFD-REINF, fixando essas novas datas, será publicada em breve.

Fonte: Com informações do Portal eSocial

Blog WK Sistemas

 

Soluções WK

Mesmo com o prazo adiado, o momento é de tirar dúvidas e se preparar para atender a obrigatoriedade. Além de uma solução para atender a EFD-REINF, a WK preprarou uma FAQ com os principais questionamentos da exigência. Baixe aqui o material gratuitamente. Assista também ao vídeo com a nossa consultora: Desvendando o novo projeto SPED.

BAIXE A FAQ SOBRE EFD-REINF

eSocial não será adiado, mas entra em etapas

Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) entrará em vigor em janeiro de 2018.

Na 21ª Reunião do Grupo de Trabalho – GT Confederativo do eSocial, realizada dia 30 de outubro, o Comitê Gestor do eSocial informou que o sistema terá entrada no dia 8 de janeiro de 2018 para o primeiro grupo de informações. O comitê também repassou que as exigências serão cobradas de forma gradual conforme novo cronograma abaixo com o faseamento do eSocial.

O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) entrará em vigor em janeiro de 2018.

Continue lendo “eSocial não será adiado, mas entra em etapas”