Nota fiscal eletrônica

[E-book] Nota fiscal eletrônica: um documento essencial para as empresas

Se existe um país no mundo que sabe como arrecadar e fiscalizar tributos é o Brasil. E os processos começaram a ficar ainda mais organizados com a chegada da nota fiscal eletrônica, a partir de 2006. Trazendo com ela uma leva de benefícios, tanto para as empresas quanto para os consumidores, esse documento fiscal foi sendo aprimorado ao longo dos anos e ganhando versões para atender aos diversos tipos de comércios.

No entanto, por mais que faça parte do dia a dia, sabemos que a nota fiscal é algo que gera dúvidas, especialmente naqueles empresários que estão começando. Então, para mostrar a você como ela funciona e esclarecer alguns pontos sobre o credenciamento para emiti-la, a emissão propriamente dita, além de outras ações, como cancelamento e correção, elaboramos o e-book NF-e: um documento fundamental para as empresas.

Para fazer o download do material, basta clicar na imagem abaixo. É gratuito!

Nota fiscal eletrônica

A nota fiscal eletrônica de produto

O primeiro capítulo do e-book retrata a primeira nota fiscal eletrônica lançada: a NF-e. Usada para o recolhimento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Imposto sobre Produtos Industrializados, ela substitui os modelos físicos de nota fiscal 1 e 1A, incluindo, por exemplo, a nota fiscal de entrada, operações de importação, operações de exportação, operações interestaduais ou ainda operações de simples remessa.

Nesta parte do material, mostramos o que é necessário fazer para obter o credenciamento para emitir a NF-e, como adquirir um certificado digital e estar cadastrado na Secretaria da Fazenda (Sefaz) do estado onde sua empresa está sediada. Também apresentamos o passo a passo da emissão propriamente dita, além de quando e como é possível cancelar e corrigir esse documento fiscal.

A nota fiscal de serviço eletrônica

Logo depois da NF-e, chegou a NFS-e, voltada exclusivamente aos prestadores de serviços, ela foi criada para substituir a Declaração de Serviço. Utilizada para o recolhimento do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), a nota fiscal de serviço eletrônica é de responsabilidade dos municípios, por isso, o primeiro passo para começar a usá-la é verificar se a sua cidade já aderiu ao programa. A implantação em todo o país ainda não está completa.

Neste segundo capítulo, também mostramos como ficar apto a emitir a nota, fazer sua emissão, corrigi-la e cancelá-la. E deixamos um alerta: na dúvida, procure seu contador. Tudo que envolve as questões fiscais e tributárias têm muitos detalhes e nada melhor do que poder contar com um profissional que lida com isso todos os dias para ajudar, não é mesmo?

A nota fiscal de consumidor eletrônica

Para fechar o conteúdo do e-book, apresentamos a última nota lançada pelo governo: a NFC-e. Esse documento fiscal é usado para registrar as vendas feitas ao consumidor final, presenciais ou para entrega em domicílio, desde que dentro do mesmo município. É a nota emitida em supermercados, farmácias, comércios de rua, entre outros, para documentar uma operação comercial.

Como se trata de um projeto que ainda está sendo implementado, nem todos os estados já fizeram a adesão completa. Para saber como está a situação na sua região, o ideal é procurar a Sefaz e verificar. Se surgir qualquer dúvida, o contador também é um bom aliado aqui.

Nota fiscal eletrônica

Esperamos que você goste bastante do e-book e aproveite ao máximo todas as informações contidas nele. E lembre-se que a YNOS oferece um sistema de gestão integrada, o ERP Radar Empresarial, que além de ser um ótimo emissor das notas, simplificando essa tarefa no dia a dia, consegue integrar esta ação às outras áreas da empresa, como vendas, estoque e contabilidade. Para saber mais, acesse nosso site ou entre em contato com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *