Bloco K: fique atento aos prazos e às obrigações

Desde que começou a ser implementado, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) já provocou e ainda vai provocar diversas mudanças na administração das empresas. Para as indústrias, especificamente, uma das principais alterações vem sendo causada pela implementação do Bloco K, que faz parte do módulo EFD-ICMS/IPI e interfere diretamente na gestão do estoque e na produção desses empreendimentos.

O Bloco K realiza a escrituração eletrônica do Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque. Isso quer dizer, em termos práticos, que por ele são enviadas informações completas da produção, do estoque e os materiais utilizados na fabricação de todos os produtos. Além das indústrias, empresas atacadistas também devem utilizar esse sistema.

Continue lendo “Bloco K: fique atento aos prazos e às obrigações”

[E-book] Fique por dentro das principais obrigações do Sped

Gerar grandes volumes de documentos em papel vem, a cada dia, tendo o status de desperdício reforçado. Diante das tecnologias, da necessidade de promover processos mais ágeis e do apelo ecológico, passou a existir um esforço vindo de diversas frentes para que o digital ganhasse espaço nesse contexto. A partir daí, uma das iniciativas que surgiu foi o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), que foi criado com o objetivo de informatizar o envio das obrigações dos contribuintes ao Fisco.

Por meio de diferentes módulos, que atendem diferentes obrigações, o Sped permite que as empresas enviem as informações às administrações tributárias e aos órgãos fiscalizadores em formato eletrônico. A garantia de segurança é dada pelo uso da certificação digital, que possibilita a assinatura dos documentos e a validade jurídica dos dados transmitidos.

Continue lendo “[E-book] Fique por dentro das principais obrigações do Sped”

EFD-REINF | Prorrogação do prazo de início

Foi publicada em 5 de dezembro, no Portal do eSocial, a notícia sobre a prorrogação do prazo de início da EFD-REINF – Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Outras Informações Fiscais. O prazo de início para envio dos arquivos da EFD-REINF para cada grupo de contribuintes tem relação com a implementação progressiva do eSocial.

Novo cronograma EFD-REINF

Assim, conforme divulgado o prazo para entrega dos arquivos da EFD-REINF será:

– Empresas com faturamento (no ano de 2016) superior a 78 milhões passarão a enviar os arquivos da EFD-REINF a partir de 1º de maio de 2018;

– Empresas com faturamento (no ano de 2016) inferior a 78 milhões passarão a enviar os arquivos da EFD-REINF a partir de 1º de novembro de 2018;

– Órgãos públicos a partir de 1º de maio de 2019.

Especificamente sobre o prazo de início do Registro 2070 (IRRF e PCC) nada foi divulgado.

A alteração da Instrução Normativa RFB nº 1.701, de 2017, que instituiu a EFD-REINF, fixando essas novas datas, será publicada em breve.

Fonte: Com informações do Portal eSocial

Blog WK Sistemas

 

Soluções WK

Mesmo com o prazo adiado, o momento é de tirar dúvidas e se preparar para atender a obrigatoriedade. Além de uma solução para atender a EFD-REINF, a WK preprarou uma FAQ com os principais questionamentos da exigência. Baixe aqui o material gratuitamente. Assista também ao vídeo com a nossa consultora: Desvendando o novo projeto SPED.

BAIXE A FAQ SOBRE EFD-REINF

eSocial não será adiado, mas entra em etapas

Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) entrará em vigor em janeiro de 2018.

Na 21ª Reunião do Grupo de Trabalho – GT Confederativo do eSocial, realizada dia 30 de outubro, o Comitê Gestor do eSocial informou que o sistema terá entrada no dia 8 de janeiro de 2018 para o primeiro grupo de informações. O comitê também repassou que as exigências serão cobradas de forma gradual conforme novo cronograma abaixo com o faseamento do eSocial.

O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) entrará em vigor em janeiro de 2018.

Continue lendo “eSocial não será adiado, mas entra em etapas”

Nova Plataforma de Cobrança validará em 2018 boletos abaixo de R$2 mil

A Nova Plataforma de Cobrança da FEBRABAN, estendeu para 2018 a validação de boletos com valores abaixo de R$ 2 mil. Em operação desde julho, quando passou a processar boletos acima de R$ 50 mil, a Nova Plataforma de Cobrança foi criada pela FEBRABAN e pelas instituições financeiras, e passou a incorporar todos os pagamentos iguais ou superiores a R$ 2 mil deste setembro.

Segundo informações do Portal da FEBRABAN, além de ganhar mais garantias contra fraudes, esses boletos poderão ser pagos em qualquer banco após o vencimento. Esse prazo foi adiado função do volume elevado de documentos que irão trafegar pelo novo sistema – cerca de 4 bilhões de boletos por ano, montante comparável à capacidade das grandes processadoras de cartões de crédito do mundo. Com isso o cronograma foi revisto, que previa a inclusão de todos os boletos a partir de dezembro na Nova Plataforma de Cobrança. Continue lendo “Nova Plataforma de Cobrança validará em 2018 boletos abaixo de R$2 mil”

Entenda quais são os impactos da reforma trabalhista no terceiro setor

Desde julho de 2017, as empresas estão discutindo e tentando se adaptar às mudanças realizadas na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Mas e as entidades sem fins lucrativos, será que estão pensando no assunto? Estudar e se preparar para os impactos da reforma trabalhista no terceiro setor é fundamental, pois essas organizações, apesar de atuarem com voluntariado, também são responsáveis pela contratação de profissionais. Estar de olho na legislação, então, é primordial.

Quando enviou o projeto ao Congresso Nacional, o governo defendeu a ideia da reforma como uma maneira de modernizar alguns pontos e flexibilizar as leis trabalhistas, permitindo uma abertura maior para a negociação entre patrão e empregado. A proposta deixa intactos alguns artigos importantes, mas mexe em outros igualmente essenciais para os trabalhadores.

Impactos da reforma trabalhista no terceiro setor

Entre essas mudanças propostas pelo governo está, por exemplo, a regulamentação do chamado home office, que nada mais é do que o trabalho sendo realizado da casa do funcionário ou de algum outro lugar. Continue lendo “Entenda quais são os impactos da reforma trabalhista no terceiro setor”

Ransomware: sequestro de dados e informações

O Time Global de Pesquisa e Análise (GReAT), anunciou esse ano a descoberta do grupo de hackers Poseidon, responsável por pelo menos 35 ataques à empresas em sete países e com foco no Brasil. Informações foram furtadas e utilizadas para chantagear companhias.

E se você perdesse todos os dados de sua empresa em segundos? Infelizmente essa é a realidade de muitas empresas que estão enfrentando o sequestro de dados e informações, o ransomware.

A técnica é antiga, mas está ganhando proporções. Os cibercriminosos atuam de forma a oferecer uma quantia para o resgate das informações, mas nem sempre essa é a garantia para recuperação de dados das empresas.

Continue lendo “Ransomware: sequestro de dados e informações”