Gestão de contratos no terceiro setor

Gestão de contratos no terceiro setor: entenda a importância dessa prática

As entidades sem fins lucrativos, como organizações não governamentais (ONGs) e organizações da sociedades civil (OSCs), possuem diversas necessidades e obrigações. Por isso, fazer convênios e assinar acordos com empresas privadas e o poder público é uma prática bastante comum. E é justamente por essa razão que a gestão de contratos no terceiro setor é uma atividade tão importante.

Mas o que significa fazer uma gestão de contratos? Essa é uma técnica que reúne um conjunto de procedimentos com o objetivo de garantir a boa organização e o controle eficiente dos contratos nas organizações. Essa prática vem sendo cada vez mais usada não só em instituições sem fins lucrativos, mas também em empresas e órgãos públicos.

Isso porque, com a gestão de contratos, é possível proporcionar mais segurança jurídica, manter um bom relacionamento entre as partes e otimizar processos. Ela também funciona para evitar transtornos e assegurar que as condições do contrato sejam cumpridas pelos envolvidos.

Entendido o que significa fazer a gestão de contratos no terceiro setor, vamos ver qual é sua importância e como implementá-la. Siga com a gente e aproveite!

A importância da gestão de contratos no terceiro setor

Quando falamos em gestão de contratos, normalmente se pensa em uma instituição superestruturada, com muitos funcionários, vários contratos, tanto de recebimento de fundos quanto de prestação de serviços, enfim, uma entidade grande. Mas organização e controle são importantes para todas, da pequena à grande, da que atende 10 até a que atende 100 pessoas.

A gestão de contratos no terceiro setor precisa ser considerada uma prática estratégica. Isso porque, como as instituições costumam depender da captação de recursos junto à iniciativa privada e ao poder público, elas precisam garantir que fazem um trabalho íntegro, confiável e honesto. Então, assegurar que todos os contratos estejam sendo cumpridos conforme o que foi combinado é uma excelente  oportunidade para demonstrar a seriedade da organização e estabelecer uma relação de confiança e credibilidade entre ela e seus apoiadores.

Com a gestão de contratos no terceiro setor, além de garantir a realização do que está estabelecido nesses documentos, a instituição também consegue otimizar os seus processos internos, evitar que a sua imagem seja prejudicada por problemas causados pelo descumprimento de cláusulas e, ainda, prevenir questões jurídicas ocasionadas pelo mesmo motivo.

Gestão de contratos

Como implementar a gestão de contratos no terceiro setor

Para começar a implementação da gestão de contratos no terceiro setor, o ponto de partida é conhecer a fundo os termos de cada acordo feito. Pode parecer apenas um detalhe, mas não é. Se uma ONG ou OSC quer, realmente, garantir a transparência, precisa estar por dentro de cada particularidade dos termos propostos. Isso serve até mesmo para uma possível defesa.

É interessante considerar, para casos assim e para garantir que tudo está sendo feito dentro das regras e normas estabelecidas em lei, a participação de um profissional ― um advogado ou contador, por exemplo ― focado apenas neste trabalho. Ele ficará responsável por observar todo o ciclo de vida do contrato, monitorando cada item.

Dessa forma, o papel do gestor de contratos, profissional encarregado dessa prática estratégica, é cuidar de prazos e custos, registrar tudo o que acontece durante a realização dos trabalhos e estar em contato com as partes envolvidas. Fazendo isso, ele será capaz de observar gargalos, possíveis atrasos, elevação de gastos e outros problemas que possam ocorrer.

Mas não é só isso. Esse gestor também conseguirá propor soluções e reunir elementos para comprovar o cumprimento das cláusulas do contrato. Se tudo estiver muito bem desenhado e as atividades forem pensadas com antecedência, a tarefa desse profissional fica mais fácil e, consequentemente, o resultado será melhor.

Os relatórios também são instrumentos imprescindíveis na gestão de contratos no terceiro setor. Neles, podem ser colocadas as mais variadas informações a respeito do andamento dos trabalhos e tudo mais que seja importante para manter a comunicação entre os envolvidos.

Use a tecnologia como aliada

Com todos os recursos tecnológicos disponíveis, não seria viável fazer a gestão de contratos no terceiro setor de forma manual, especialmente porque, como vimos, ela exige atenção por conter muitos detalhes. Por isso, usar a tecnologia como aliada é uma ótima solução. Uma sugestão é o software ERP, por exemplo.

Esse tipo de sistema consegue reunir, em um só lugar, todas as informações da organização, o que ajuda no monitoramento de tudo o que está acontecendo em relação ao contrato nas entidades sem fins lucrativos. Aqui na YNOS, inclusive, oferecemos uma solução que pode ajudar a sua instituição. Entre em contato com a nossa e equipe e venha saber mais sobre ela!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *